VOCÊ JÁ OUVIU FALAR DE MARCUS GARVEY? Conhecimento preto, se liga:

Eu questionei ‘’Onde está o governo do homem preto? Onde está o seu Rei e o seu reino? Onde está o seu Presidente, o seu país e embaixador, o seu exército, sua marinha, os seus grandes homens de negócio?’’ E como não os encontrei, então declarei: ‘’Eu irei ajudar a criá-los!’’.

Hoje é o dia em que nasceu um dos homens mais inteligentes deste mundo, um homem africano que deixou grandes contribuições e ensinamentos para nós, o povo preto. Marcus Mosiah Garvey Jr, nasceu na cidade jamaicana de Baía de Santa Ana, no dia 17 de Agosto no ano de 1987. Marcus Garvey dedicou a sua vida na restauração da autodeterminação do povo africano nascido no continente ou na diáspora.

Garvey foi perspicaz em suas análises, ele dizia que o povo negro vive esperando receber respeito e tratamento justo nesta babilônia chamada mundo, que é fundada pela concorrência racial e pelo conflito, nesse sentido ele dizia, acreditava e defendia o surgimento de um Novo negro, que se basearia no orgulho, unidade e reparação raciais para liberar sua terra de origem, construindo uma nação, Governo e Exército próprio. Marcus Garvey falou sobre a urgência de nós, pretas e pretos nos atentarmos as nossas próprias responsabilidades, ou assumimos nosso lugar ou continuaremos sendo mortos como ratos caminhando rumo a extinção.

A ideia de Garvey não fazia curva, era papo reto sem romantismo de nenhuma ordem, o romantismo no cega, não dá para sermos românticos enquanto estamos sendo enterrados na vala simplesmente por sermos pretos (as). Garvey precisa ser conhecido, precisa ser lembrado, precisamos também seguir os seus ensinamentos, é necessário lembrar: ‘’Sentimento não derruba a Ku klux Klan; artigos de jornal não drrubam a Ku klux Klan. A Ku Klux Klan expressa o sentimento de mais de 95 milhões de pessoas; nenhuma lei derruba o preconceito de uma raça.’’

‘’O mundo inteiro é minha província até que a África seja livre’’. Marus Garvey vive em nós.

Texto: Ayana Omi Referência: Procure por mim na tempestade. De pé raça poderosa – Ciclo de formação Marcus Garvey